quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Processos dos projetos

Um processo é uma série de ações que geram um resultado. Projeto é um conjunto de etapas, que permitem que evolua do conceito até o produto ou serviço final. Processos se enquadram em duas categorias:
1. Processos da gerência de projetos : se relacionam com a descrição, a organização e a conclusão do trabalho do projeto. São universais a todos os projetos, pois controlam o ciclo de vida do gerenciamento de projetos.
2. Processos orientados ao produto : se relacionam com a especificação e a criação do produto do projeto, sendo exclusivos a cada produto. São definidos pelo ciclo de vida do projeto, e variam de acordo com a área de aplicação.
Os processos de gerenciamento de projetos podem ser organizados em cinco grupos de um ou mais processos:
1. Processos de Iniciação – autorização do projeto ou fase
2. Processos de Planejamento – são processos iterativos de definição e refinamento de objetivos e seleção dos melhores caminhos para atingir os objetivos.
3. Processos de Execução – execução dos planos do projeto: coordenação de pessoas e outros recursos para executar o plano
4. Processos de Controle – medição e monitoramento do desempenho do projeto. Garantem que os objetivos do projeto são alcançados através do monitoramento e medição regular do progresso, de modo que ações corretivas possam ser tomadas quando necessário.
5. Processos de Fechamento – aceitação formal do projeto (com verificação de escopo) ou fase para a sua finalização.
Os grupos de processo são ligados pelos resultados que produzem: o resultado de um processo frequentemente é a entrada de outro. Os cinco grupos de processos possuem conjuntos de ações que levam o projeto adiante, em direção ao seu término.
Dentro dos cinco grupos de processos existem duas categorias de processos: básicos e facilitadores. Os processos básicos possuem uma ordem lógica e seguem uma progressão rígida. Os processos facilitadores são mais flexíveis, e dão suporte aos processos básicos.
As atividades no caminho crítico são monitoradas ativamente quanto a deslizes, enquanto os deslizes nas atividades do caminho não crítico são verificados periodicamente.
Repetir os processos de iniciação antes da execução de cada fase é uma maneira de se avaliar se o projeto continua cumprindo as necessidades de negócio. Envolver as partes interessadas no projeto em cada uma das fases é uma maneira de aumentar as probabilidades de satisfação dos requisitos do cliente, além de servir para fazê-los sentirem-se envolvidos no projeto – o que muitas vezes é essencial para o sucesso do mesmo.
O gerente de projetos precisa monitorar e comunicar o desempenho do projeto. Os resultados do trabalho que estiverem abaixo de um nível de desempenho aceitável precisam ser ajustados com ações corretivas para que o projeto volte a estar em conformidade com as linhas de base de custo, prazo e escopo. A comunicação do desempenho do projeto é um dos principais elementos par o gerenciamento de projetos bem sucedido.
Categories:

10 comentários:

Diego Nei disse...

Gostei do approach pedagógico do seu blog Camila! Muito bom para quem está com dúvidas e foi recentemente exposto ao tema Gerenciamento de Projetos!

Boa sorte!

- Diego Nei, The PMP Net

Nathasha disse...

Muito bom seu blog!

Se masi pessoa fizessem como você os alunos do curso de administração não passariam tanto aperto para conseguir informações sobre determinados assuntos.
Obrigada, mesmo sem saber vcme apoiou muito na minha pesquisa teórica!

Boa sorte e continue postando...

Julianita disse...

Olá!!!
Vi sua twittada sobre escrever neste blog.
Estou interessada.
Favor, entrar em contato.

Abraço,
Juliana
e-mail: juliana_sena@hotmail.com

rcarreiro disse...

Oi!
Recebi sua mensagem pelo twitter e tenho interesse em participar como redator do blog. Me adiciona no msn.
rafaelcarreiro@hotmail.com
Abraço
Rafael

Carlos F. Rodrigues disse...

Boa postagem. Sugestão de matéria: Você poderia citar as diferenças entre os processos e as fases do ciclo de vida do projeto. Muita gente confunde.
Saudações. - Carlos F. Rodrigues
http://gpnapratica.wordpress.com
http://www.twitter.com/pmpratice

Carlos F. Rodrigues disse...

Camila, dê uma olhada nesse blog. Se for esse tipo de matéria que lhe interessa, posso colaborar em algo. É uma linguagem um pouco mais simplificada do que a sua. Aguardo sua avaliação.
http://gpnapratica.wordpress.com
http://www.twitter.com/pmpratice

Milton disse...

Camila, parabens pois voce, agindo assim consegue fazer com que possamos recordar o que ja sabemos, bem como ensinar aquele que ainda nao conhece tanto o processo como o projeto. Voce conseguiu me ajudar em ambos os lados.
valeu.
milflprojetos@bol.com.br

Marcela Luiza disse...

Bacana o blog, como sou nova nessa área de gestão de projetos, procuro me informar a respeito, também vou começar a fazer uma pós em gerência de projetos pelo IESB de Brasília, acho que é um investimento tanto para mim como profissional, quanto para a empresa em que trabalho, só vou somar e me manter atualizada nesse mundo novo que estou entrando, vou visitar aqui sempre...até mais.

Ads 2011 disse...

Parabens pelo blog.. estou pensando seriamente em entrar na area de projetos e estou pesquisando a fundo sobre os conceitos, metodologias, certificações e seu blog deu uma imensa luz.. sucesso !!!

frenk001 disse...

Olá, have you tried new web based application Projectonaut? (www.projectonaut.com/en/). If you would like to try to use the Projectonaut, ask for invitation on the web or on the Facebook page https://www.facebook.com/projectonaut